Ilha do Governador

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

carnaval-afiliados728

Wikipédia:

Descoberta em 1502 por navegadores portugueses, os índios Temiminós eram os seus habitantes na época. Chamavam-na de “Ilha de Paranapuã”, termo que significa “colina do mar”, pela junção de paranã, “mar” e apuã, “colina”, sendo também chamada de “Ilha dos Maracajás” (espécie de grandes felinos, então abundantes na região. “Maracajá” também era um outro nome dos índios temiminós que habitavam a ilha) pelos índios Tamoios, inimigos dos Temiminós. Terra natal de Arariboia, foi abandonada pelos Temiminós em consequência dos ataques de inimigos Tamoios e de traficantes franceses de pau-brasil, os quais foram definitivamente expulsos em 1567, pelos portugueses.

bn-pp-1-300×250

O nome “Ilha do Governador” surgiu em 5 de setembro de 1567, quando o governador-geral do então Estado do Brasil (e interino da Capitania do Rio de Janeiro) Mem de Sá doou ao seu sobrinho, o Velho – Governador e Capitão-geral da Capitania Real do Rio de Janeiro de 1568 a 1572, mais da metade do seu território. Correia de Sá, o sobrinho, futuro governador da capitania, transformou-a em uma fazenda onde se plantava cana-de-açúcar, com um engenho para produção de açúcar, exportado para a Europa nos séculos XVI, XVII e XVIII.

Em 1663, foi lançado ao mar o Galeão Padre Eterno, na época o maior navio do mundo. O galeão foi construído num local da ilha que passou a ser conhecido como Ponta do Galeão, originando o atual bairro do Galeão.

AEROPORTO DO GALEÃO – Atual Aeroporto Internacional Tom Jobim

Minha história com o Rio começou em 1969, na Ilha do Governador, em função da localização do Aeroporto Internacional, que na época era a única base da Varig e suas recém inauguradas linhas internacionais. Para quem não sabe meu pai era piloto e aqui nesse link (O Amanhã) tem um pouquinho disso tudo!

img_7491

Eu estava pra fazer 8 anos e lembro direitinho como foi quando meus pais foram ao Rio para comprar a casa que moraríamos. Eles voltaram e contaram como era a casa e que era numa ilha… a imaginação fértil da criança vislumbrou uma mansão numa ilhota no meio do Atlântico!

A Ilha do Governador é gigante, composta por diversos bairros, nossa casa era grande mas não uma mansão, ou seja, quando chegamos em casa foi meio decepcionante (risos).

Impossível eu contar o que a Ilha representou pra mim, aliás de escrever essa frase meus olhos enxeram de lágrimas. Eu cresci na Ilha e isso diz tudo. O Rio nos recebeu muito bem e a Ilha foi meu berço e eu adoraria dizer que nasci lá, mesmo tendo nascido na Avenida Paulista (desculpem paulistanos).

Em 1984 voltei para São Paulo, recém formada e recém casada do primeiro casamento. Inicialmente voltava com frequência porque meus pais moravam lá, mas depois que eles mudaram não voltei mais, vou ao Rio mas não atravesso a ponte. A última vez deve ter uns 23 anos.

Final de semana passado voltei, dormi na casa de uma amiga. Amiga que estudamos juntas desde os 10 anos até a faculdade e que nunca perdemos o contato, que sou inclusive madrinha de casamento.

No domingo tínhamos um encontro no Iate Clube Jardim Guanabara, o clube que eu sempre fui sócia e que a Denise ainda é. Encontro com mais 3 amigas da infância e de sempre, encontro de 5 dessas Forever <3 !

Antes de ir pro clube eu pedi a Denise que desse um rolezinho na Ilha, rápido porque não tínhamos muito tempo. E fomos em alguns cantinhos que eu não via há uns 25 – 30 anos. Fiquei impressionada como os lugares que fomos continuam iguais, foi emocionante voltar e ver que era realmente bonito, não era minha memória me enganando. Só o Iate que cresceu e se modernizou, mas a essência continua a mesma.

Fiz essas fotos pra compartilhar isso tudo com vocês e como eu tenho certeza que a maioria nunca nem sequer pensou em ir a Ilha do Governador, fica a dica, é longe do Rio, mas tem seu charme de cidade do interior até hoje.

A vista da Ilha é um cartão postal!

Lindas igrejinhas…

A Praia da Bica, essa era a “nossa” praia, a do meu bairro, o Jardim Guanabara

A Praia da Ribeira da vila dos pescadores

O Iate Clube Jardim Guanabara

 

img_8012

Um comentário

Deixe uma resposta