Carnaval no Fim do Mundo!

Minha mãe é viajante nata e VIP de algumas operadoras de turismo e por isso sempre recebe convites para viagens bacanas. Em 2006 ela recebeu esse para passar o Carnaval 2007 na Patagônia, mais especificamente Ushuaia e El Calafate. Ela perguntou o que eu achava e de bate pronto achei que era o “fim do mundo”, literalmente, era o Fim do Mundo!

Eu achei que era areia demais pro meu caminhãozinho, que não conseguiria os dias de folga no trabalho, etc etc etc e ela disse que faria a reserva, daria a entrada e se não desse eles estornariam o valor, ok então. Isso deve ter sido em novembro, faltava muito tempo e demorou pra eu me empolgar.

Enfim, foi chegando perto e meu conhecimento da região era zero.

Tivemos que comprar e emprestar um arsenal de roupas de inverno para uns dias de verão em Ushuaia.

Lá fomos nós, minha mãe, meu filho e eu.

Essa foi minha única viagem em grupo, apesar de ter sido ótima, um grupo super legal, hotéis top, roteiro redondo, eu não faria de novo dessa forma. Eu curto fazer o roteiro, escolher os hotéis, ter tempo para fotografar, e mesmo eu fazendo tudo isso não deixo de conhecer nada, muito pelo contrário, porque não tenho que ir a lugares pré determinados em função de comissão ou arranjo de operadora e/ ou guias.

Mas vou ao que interessa… Ushuaia!

5.500 quilômetros, 8h30 de voo, se fosse direto seria tranquilo, mas pelo menos até então tinha troca de avião e aeroporto em Buenos Aires. Talvez isso e o frio desmotive um pouco o turismo por lá.

O aeroporto de Ushuaia é minúsculo, a cidade idem. Ficamos no Hotel Del Glaciar que tinha uma vista maravilhosa, víamos a cidade inteira, ele fica no alta das montanhas que estão sempre cobertas de neve.

428034399_0ccd8a3bde_o1327027980_2683557cf6_o

427954784_bef7bc37de_o

E assim era o verão da nossa janela, a guia contou umas histórias escabrosas de frio que eles passam por lá, o que não é difícil de imaginar já que em pleno verão o frio é arrebatador. Ficamos lá 3 ou 4 dias, todos os dias tivemos céu azul e céu carregado, todos os dias choveu.

A cidade é possível conhecer a pé, cafés, restaurantes, lojinhas, a Iglesia de la Merced e o porto, onde estacionam barcos particulares e transatlânticos, outra forma de chegar a Ushuaia.

Junto conosco estava o Bill Gates, só que no seu barquinho (risos)

422058043_46a9ee2d1e_o

Os principais passeios lá são ao Parque Nacional Tierra del Fuego, o passeio pelo Canal de Beagle que é um show da fauna marinha, impressionante a beleza tão pertinho da gente, o Farol da Ilha, o Trem do Fim do Mundo, e os pinguins, que infelizmente não tivemos a oportunidade de ver.

Se vale a pena ir ao Fim do Mundo? Sem dúvida nenhuma, e Ushuaia pode ser facilmente incluída em um roteiro para Patagônia que tem lugares maravilhosos, com características diversas, belezas inigualáveis e um churrasco de cordeiro divino.

 

 

 

 

 

Um comentário em “Carnaval no Fim do Mundo!

Adicione o seu

Deixe uma resposta

Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: