O Nascer do Sol em Zermatt!

Em outubro fizemos uma viagem para Suiça, difícil descrever a beleza que tivemos a oportunidade e o privilégio de presenciar e viver, por uma dezena de dias inesquecíveis.

Foi um presente da minha mãe, que fez 80 anos e nos convidou para comemorarmos em alto estilo. Fomos em 4, ela, meu irmão, meu filho e eu.

Tenho fotos e dicas para diversos posts. Lá tudo é lindo, perfeito, gostoso, e muuuuito caro. Mas como diz o ditado, quem tá na chuva é pra se molhar.

Um capítulo à parte, ou um dos, é o nascer do sol em Zermatt. Antes dele aparecer ele reflete no Matterhorn, a montanha do Toblerone, pra quem não sabe (eu não sabia). E lá vem o sol e junto um cheirinho de pão e bolo, as chaminés começam soltar fumacinha e a cidade acorda. O Matterhorn com toda sua beleza e imponência é sem duvida um espetáculo da natureza. Um fotógrafo suíço que conheci no Instagram, quando eu estava pesquisando para fazer o roteiro me falou, vir pra Suiça e não ver o Matterhorn é como não vir, hoje eu sou embaixadora da vilinha (quem me dera).

A minúscula cidade de Zermatt é digna de um conto de fadas.

E como eu disse no post anterior, a escolha do hotel foi um capítulo à parte. Era fundamental que tivesse uma varandinha, vista para o Matterhorn, face Sul, para assistir e fotografar o nascer do sol! Aliás, fica uma dica pra quem planeja ir para aquelas belas bandas, Hotel Capricorn. E claro, algumas fotos de dois dias da pequena Zermatt acordando na nossa varanda.

 

O Matterhorn:

 

A lua linda:

 

E a cidade vista da nossa varandinha:

 

E a nossa troop:

 

E o hotel:

img_0838

 

 

Deixe uma resposta

Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: